04
Mar
08

Aumentam os financiamentos verdes

carbon-disclose-banner.png


Stephen Leahy

Toronto, 14/01/2008(IPS) – Após muitas ameaças, a economia global começa a inclinar-se à sustentabilidade, embora com reticências, segundo o informe “Estado do Mundo 2008”, elaborado pelo Worldwatch Institute, uma organização de especialistas ambientais com sede nos Estados Unidos.

“Inovadores esforços verdes por parte de governos e empresas estão se tornando comuns”, disse Gary Gardner, do Worldwatch. “Embora os projetos verdes já não sejam marginais, ainda estão muito longe de serem dominantes”, disse à Gardner à IPS, na qualidade de co-diretor do informe anual que habitualmente se centra em documentar a piora ambiental em todo o mundo.

O documento descreve uma série de novas oportunidades econômicas que estão atraindo capitais. Calcula-se que foram investidos US$ 52 bilhões em energia renovável em 2006, quase o triplo do ano anterior. “A energia renovável está próxima de decolar por si mesma. Já não precisa de muita ajuda dos ambientalistas”, disse Gardner. Os anúncios verdes agora surgem diariamente. No mês passado, diretores da Universidade Virginia Tech disseram que essa entidade havia se associado com um investidor privado, Hannon Armstrong, para destinar US$ 100 milhões anuais à melhoria da eficiência energética dos edifícios da área de Washington.

Em maio, o Citygroup, um dos maiores bancos do mundo, anunciou planos de investir US$ 50 bilhões para abordar programas para enfrentar a mudança climática na próxima década. Isso contradiz diretamente o fato de o Citigroup ser o principal financiador de energia gerada a partir de combustíveis fósseis e da indústria mundial de carvão, que é a maior fonte de emissões contaminantes dos Estados Unidos e de outros países.

Por acaso a promessa do Citigroup em abordar a mudança climática é o que se conhece como “lavagem verde”, ou se trata de um esforço sincero para fazer negócios sustentáveis? E o que dizer dos recentes esforços da General Motors para que os Estados Unidos aprovem com urgência legislação regulamentando emissões de gases causadores do efeito estufa que também são destacadas no informe? “A General Motors e outras companhias estão passando da negação da mudança climática a querer ter influência sobre futuras regulamentações que sabem serem inevitáveis”, disse Gardner. Entretanto, acrescentou que “a maioria das atividades de muitas corporações e muitos países citados neste informe são ruins para o meio ambiente”.

Aumentam os financiamentos verdes


0 Responses to “Aumentam os financiamentos verdes”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: